4 de jun de 2017

  • Polícia Federal prende ex-deputado Rodrigo Rocha Loures em Brasília

    Ex-assessor de Temer foi flagrado recebendo mala com R$ 500 mil que, segundo delator da JBS, era propina; advogado disse que ex-assessor de Temer ficará em silêncio.


    Rocha Loures, ex-deputado e ex-assessor de Temer, é preso pela PF
    Rocha Loures, ex-deputado e ex-assessor de Temer, é preso pela PF
    A Polícia Federal prendeu na manhã deste sábado (3) o ex-deputado 
    Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), ex-assessor especial do presidente 
    Michel Temer. O mandado de prisão foi assinado na noite desta sexta 
    pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin, 
    relator da Operação Lava Jato, a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR).
    Rocha Loures é suspeito de cometer os crimes de organização 
    criminosa, corrupção passiva e obstrução de Justiça. Em março, 
    ele flagrado pela PF recebendo em São Paulo uma mala com 
    R$ 500 mil. Segundo delações de executivos da JBS no âmbito da 
    Operação Lava Jato, o dinheiro era a primeira parcela de uma propina 
    que seria paga por 20 anos.
    Ele foi preso preventivamente (antes do julgamento) em Brasília e 
    levado para a Superintendência da PF no Distrito Federal, onde 
    ficará numa sozinho numa cela de 9 metros quadrados, com beliche 
    e uma cama. O local não tem televisão, pia, chuveiro, nem janelas. 
    Na próxima segunda (5), ele deverá ser transferido para o Presídio da 
    Papuda, nos arredores da capital federal. 
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.