26 de jun de 2017

  • Fachin Retira De Moro Mais Uma Apuração Sobre Lula Baseada Na Odebrecht

    Ministro Luiz Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu retirar do juiz federal Sérgio Moro mais uma apuração relacionada ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A investigação é baseada nas delações de ex-executivos da Odebrecht.
    O caso também envolve um dos filhos de Lula, Luís Cláudio, que teria sido auxiliado pela construtora para desenvolver um campeonato no Brasil de futebol americano.
    Em troca, segundo os delatores, o ex-presidente trabalharia para aproximar a cúpula da Odebrecht da ex-presidente Dilma Rousseff.
    Fachin aceitou argumento da defesa de que o caso não tem relação com as investigações sobre os desvios na Petrobras e, por isso, enviou a apuração para a Justiça Federal de São Paulo, estado onde teriam ocorrido as conversas.
    Fachin já havia tirado de Moro e enviado para outras varas federais, em Brasília e em São Paulo, outras três apurações sobre Lula baseadas na delação da Odebrecht.
    As investigações tratam da influência do ex-presidente Lula no BNDES para: liberação de recursos para projetos da Odebrecht em Angola; interferência para acelerar pagamentos à empreiteira nas obras das usinas hidrelétricas de Santo Antônio e Jirau, em Rondônia; e mesada a um irmão de Lula, Frei Chico, por suposta consultoria em assuntos sindicais para a construtora.
    Desde que as delações de ex-executivos da Odebrecht se tornaram conhecidas, no início deste ano, o ex-presidente tem divulgado notas à imprensa para rebater todas as acusações. O Instituto Lula também tem afirmado que Lula não cometeu atos ilícitos antes, durante ou depois do mandato.
    No início deste mês, Lula discursou em um evento do PT em Brasília e afirmou no pronunciamento que já provou a inocência e pediu o fim da “palhaçada” das acusações contra ele. As informações são do portal G1.
    https://www.noticiasbrasilonline.com.br/fachin-retira-de-moro-mais-uma-apuracao-sobre-lula-baseada-na-odebrecht/

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.