22 de mai de 2017

  • O irmão do coronel cobrou R$ 20 mi para campanha de governador petista? Quem diria...



     O empresário da JBS Wesley Batista afirmou em delação premiada que o ex-governador do Ceará e ex-ministro Cid Gomes cobrou e recebeu R$ 20 milhões em propina para bancar a campanha do atual governador do Ceará, Camilo Santana, em 2014. Na delação, Batista diz que "nunca esteve" com Camilo Santana e que repassou o dinheiro à campanha por meio do secretário de Estado Arialdo Pinho e o então deputado federal Antônio Balhmann. (assista no vídeo acima a partir de 6'26'')
    Ainda conforme a delação, o valor foi repassado e, como recompensa, o Estado do Ceará pagaria à JBS R$ 110 milhões que o estado devia à empresa em crédito de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS).
    Questionado sobre a delação, Camilo Santana alegou que as doações que recebeu na campanha foram legais e declaradas. "As informações que tenho são de que foram feitas de forma absolutamente corretas e dentro da lei. Tanto que todas as contas foram devidamente aprovadas pelo TRE", disse o governador Camilo Santana.
    Em nota, Cid Gomes afirma que repudia referências em delação que atribuem a ele o recebimento de dinheiro. "Nunca recebi um centavo da JBS. Todo o meu patrimônio, depois de 34 anos trabalhando, é de 782 mil reais (IRPF2016), tendo sido duas vezes deputado, duas vezes prefeito e duas vezes governador", afirmou.

    Ora, quem diria: o irmão do coronel Ciro recebeu grana da JBS para ajudar o petista Camilo Santana? Quem é que iria imaginar uma coisa dessas vinda daquela família ilibada que tanto defende o partido do plano criminoso de poder, não é mesmo? A quem interessa saber, o chefe da família é o Ciro. Pode ser que surjam mais novidades sobre este caso. Para quem xingou Cunha e os partidários do impeachment de serem golpistas achacadores, fica claro que era o batedor de carteiras que estava gritando pega ladrão. Estes criminosos com aspirações totalitárias só gritaram golpe para que ninguém prestasse atenção nos golpes que eles próprios praticavam. 

    http://www.oreacionario.blog.br/2017/05/o-irmao-do-coronel-cobrou-r-20-bi-para.html

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.