20 de jan de 2017

  • Barqueiro viu todo o acidente que ceifou a vida de ministro do STF: “Não foi o mau tempo. O avião soltava muita fumaça antes de cair”

    Veja como foi o acidente de avião que matou Teori Zavascki



    Célio de Araújo, um trabalhador que vive em Paraty, estava com um grupo de turistas em seu barco, quando avistou uma aeronave voando baixo

    “Quando avistei o avião baixando, eu avisei: ‘Vai cair’
    “Quando reparei, ele soltou uma bola de fumaça branca, parecia aqueles aviões da esquadrilha.”
    “Passou por cima do meu barco e foi perdendo altitude, bateu a asa no mar e capotou”, contou o barqueiro.
    Célio narrou que os turistas ficaram em polvorosa e ele ligou imediatamente para a Defesa Civil.
    “Liguei, me identifiquei e expliquei o que tinha acontecido. Eles chegaram rápido”, disse.
     Questionado se chovia muito na hora do acidente, Célio respondeu:
    “Chovia bastante no local que o avião caiu […] mas, durante o resgate, a chuva aumentou bem mais”
    “Pelo que vi, o acidente teve mais a ver com a quantidade de fumaça que o avião soltava do que com o mau tempo. Na minha opinião, teve um problema na aeronave”, encerrou.
    ______________

    Arapongas espionaram Teori Zavascki

    Arapongas andaram espionando a vida do relator da Lava-Jato, Teori Zavascki. O setor de inteligência do Supremo Tribunal Federal foi informado, há cerca de dez dias, de que espiões de Brasília dispunham de detalhes dos hábitos e horários do ministro, e iniciou investigação sigilosa para saber se Teori teve telefones grampeados e que outros tipos […]

    Arapongas andaram espionando a vida do relator da Lava-Jato, Teori Zavascki.
    O setor de inteligência do Supremo Tribunal Federal foi informado, há cerca de dez dias, de que espiões de Brasília dispunham de detalhes dos hábitos e horários do ministro, e iniciou investigação sigilosa para saber se Teori teve telefones grampeados e que outros tipos de monitoramento sofreu.
    A inteligência está em busca de elementos que levem aos mandantes da operação.
    Se conseguir apontá-los, a prisão de Delcídio do Amaral parecerá coisa de juizado de pequenas causas.
    http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/arapongas-espionaram-teori-zavascki/

    leia também:
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.