4 de nov de 2016

  • Globo faz apologia ao incesto em Nada Será Como Antes e recebe críticas e desaprovação do público

    Alheia às críticas que recebe de parte da sociedade, a TV Globo poderá mostrar uma cena de incesto entre dois personagens da minissérie Nada Será Como Antes, exibida às terças-feiras. Os personagens envolvidos são interpretados pelos atores Daniel Oliveira, Letícia Colin e Bruna Marquezine.
    Na última terça-feira, 01 de novembro, a personagem de Bruna, Beatriz, provoca os irmãos Otaviano e Julia a se beijarem e sugere querer uma relação sexual com eles: “Eu não quero escolher, quero os dois”, diz.

    Até no próprio Grupo Globo a cena provocou reações adversas. A comentarista de novelas Carla Bittencourt, colunista do Extra, lamentou a decisão dos autores: “Qual era a necessidade de fazer Beatriz incitar e estimular uma relação entre eles? Será que algum telespectador resolve assistir à série para ver dois irmãos se envolvendo? Ou será que as pessoas querem boas histórias? Não sei se é porque na minha casa só tinha uma televisão e eu achava bem desconfortável assistir a determinadas cenas ao lado dos meus pais. Pode parecer bobagem para muitos, mas sempre que vejo essas sequências na TV eu penso: pra quê?”, criticou.
    Carla foi além e pontuou que a cena causou perplexidade: “Como se uma relação íntima dessa fosse naturalíssima entre irmãos. Com essa gama de possibilidades para explorar, o artifício de criar uma relação incestuosa dessa forma é desnecessário e só serve para querer chocar”, disparou.
    Um dos atores envolvidos demonstrou simpatia com os rumos da história dos dois irmãos: “Os dois têm uma certa atração um pelo outro. Eles têm uma relação muito íntima, até mesmo no âmbito profissional. Ele não se liga muito no universo comercial e da política, então é a Julia que pensa por ele e toma as rédeas da família, depois do pai”, diz o ator Daniel Oliveira, intérprete de Otaviano.
    Sobre a personagem Beatriz, ele concorda que ela atiça os irmãos: “Ela vem para apimentar ainda mais essa relação dos dois, criando-se um triângulo amoroso”.
    Um dos autores da minissérie, Jorge Furtado, disse que os personagens Otaviano e Julia “são irmãos apaixonados um pelo outro desde sempre”, apesar de haver “um tabu intransponível” entre eles. “O personagem da Beatriz chega para tornar possível essa relação, formando o triângulo. Os dois se apaixonam e se envolvem por ela, então ela serve de elo entre eles”, destacou, dando a entender que há a possibilidade de a emissora não colocar os dois irmãos em cena de sexo.

    Opinião

    Para medir a reação do público à proposta da Globo, a revista Veja realizou uma enquete sobre o tema e perguntou se a emissora deveria exibir um incesto em sua produção.
    A pesquisa, em andamento, tem opinião contrária do público à cena: 66% dizem que não e 34% diz que sim.
    Via https://noticias.gospelmais.com.br/globo-apologia-incesto-nada-sera-como-antes-criticas-86576.html

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.