19 de nov de 2016

  • Deputado pede que Temer ‘abandone satanismo’ e ‘a maçonaria’

    Em discurso na Câmara, Cabo Daciolo disse ainda que Deus e religião não combinam


    O deputado federal Cabo Daciolo (PTdoB-RJ) - Gustavo Lima 20/05/2015 / Agência Câmara

    RIO - Ao discursar durante sessão da Câmara na quinta-feira, o deputado Cabo Daciolo (PTdoB-RJ) pediu que o presidente Michel Temer “abandone a maçonaria, abandone o satanismo” e venha “correndo para Deus”. A fala foi registrada em vídeo e divulgada nas redes sociais e também está no arquivo do site da Casa na íntegra.

    No ano passado, Daciolo foi expulso do PSOL após contrariar o estatuto do partido ao fazer declarações e protocolar projetos de cunho religioso. Seus discursos na tribuna são sempre pautados pela religiosidade. Entretanto, antes de se dirigir a Temer, ele disse que não estava falando de nenhuma religião.

    “Lembro a todos que não estou pregando religião. A única religião que Deus considera como pura e imaculada é cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se corromper com esse mundo. Não estou falando de religião nenhuma”, garantiu.
    Na sequência, mandou um recado para Michel Temer: “abandone a maçonaria, abandone o satanismo e vem correndo para Deus. Vem correndo para Jesus Cristo. Arrependa-se dos seus pecados e vem correndo para Jesus Cristo.”

    Antes de finalizar, se dirigiu, ainda, a “lideranças do mundo espiritual religioso” do país e afirmou que “Deus e religião não combinam”.

    Temer também foi citado na Casa em abril deste ano. No dia anterior à votação do processo de impeachment de Dilma Rousseff na Câmara, o vice-líder do governo na Casa, deputado Sílvio Costa (PTdoB-PE), disse ter “nojo” do então vice-presidente.

    LEIA O DISCURSO DO DEPUTADO NA ÍNTEGRA

    Sr. Presidente, faltam 1 mês e 13 dias para o término do ano. São exatamente 44 dias. Eu gostaria de pedir ao povo brasileiro, homens e mulheres da nossa Nação, para orarmos pela nossa Nação. Vamos orar para que a glória de Deus seja derramada sobre nossa Nação. Peço também que orem pela minha vida. Por honra e glória do Sr. Jesus Cristo, peço isso.

    Quero falar sobre Deus. Quero abrir a palavra do Senhor. Lembro a todos que não estou pregando religião. A única religião que Deus considera como pura e imaculada é cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se corromper com esse mundo. Não estou falando de religião nenhuma. Estou falando de Jesus Cristo, aquele que é o caminho, a verdade e a vida.

    Mateus, Capítulo 21, Versículo 22, diz assim: E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis. Eu tenho um pedido a Deus, que seja derramada sobre a nossa Nação a glória do nosso Senhor Jesus Cristo.

    Quero dizer ao Presidente Michel Temer que assim manda dizer o Senhor para ti — presta atenção ao que está sendo dito aqui agora —: abandone a maçonaria, abandone o satanismo e vem correndo para Deus. Vem correndo para Jesus Cristo. Arrependa-se dos seus pecados e vem correndo para Jesus Cristo. Diz assim a palavra do Senhor: Pois não me agrada a morte de ninguém; palavra do Soberano Senhor. Arrependam-se e vivam!
    Quero dizer a algumas lideranças do mundo espiritual religioso do nosso País, que Deus e religião não combinam. Deus e religião não combinam! Assim como Deus e maçonaria não combinam! Deus e satanismo não combinam! Arrependam-se e vivam!

    Toda honra e toda glória sejam dadas ao Senhor Jesus Cristo. Juntos somos fortes! 

    Nenhum passo daremos para trás! Deus está no controle! Glória a Deus!
    Obrigado, Sr. Presidente.

    Via O GLOBO
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.