1 de mai de 2016

  • Maduro quer retirar poderes do Congresso venezuelano e chama referendo revogatório de “golpe”




    Em mais uma medida para reafirmar o “excesso de democracia” (de acordo com Lula) que existe no socialismo venezuelano, o presidente Nicolás Maduro informou esta semana que promulgará um decreto para retirar poderes do Congresso – dominado pela oposição desde as eleições legislativas de dezembro de 2015 – e impedir “sabotagens” do Congresso ao seu poder. A medida foi anunciada após o Congresso venezuelano aprovar uma moção de censura contra o Ministro de Alimentação do país, Rodolfo Marco Torres, o que deveria significar sua retirada do cargo, por ter faltado à uma convocação do Congresso para explicar a falta de alimentos no país.
    Maduro também pediu que os socialistas do país estejam “alertas contra a investida golpista, insensata e amalucada” da oposição, que em menos de dois dias já recolheu 1,1 milhão de assinaturas para aprovar o referendo que pode tirar Maduro do poder.

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.