Como todos sabem, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um dos alvos da operação Lava Jato, o qual é suspeito pelos crimes de lavagem de dinheiro, através de empresas fantasmas, corrupção no antigo governo e organização criminosa através de um esquema na Petrobras. Claro que, através de tantas suspeitas de crimes, a família pode também estar envolvida em algum esquema de Lula, por isso, a nova operação da Lava Jato fez um diagrama completo da família, que busca encontrar provas para derrubar o ex-mandatário, começando pelos irmãos de Lula, José Ferreira, conhecido como 'Frei Chico' e Genival Ignácio, conhecido como 'Vavá', além do sobrinho da família, Taiguara Rodrigues dos santos.
No diagrama, dentre outras informações, estão listadas viagens ao exterior que os familiares do ex-presidente fizeram. 

Sobre os 'investigados'

A operação Lava Jato está em busca de todas as empresas, pessoas e, até mesmo, conhecidos que tenham algum vínculo a Frei Chico e Vavá. Cabe lembrar que Vavá já foi investigado no ano 2007, na operação conhecida como Xeque Mate, na qual era suspeito de tráfico de informações no governo federal.

'Instituto Lula' se defende

Conforme nota divulgada pelo Instituto Lula, "Esse relatório, e seu vazamento para a imprensa, é só mais uma amostra do grau de obsessão da Operação Lava Jato em perseguir o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mesmo sem haver nenhum indício de qualquer crime cometido pelo ex-presidente ou de qualquer relação destas pretensas investigações sobre sua família com os desvios da Petrobras que são a razão de ser da Operação".
A nota ainda afirma que "Não faz nenhum sentido a perda de tempo de funcionários do Estado e de recursos públicos listando viagens ao exterior de familiares do ex-presidente que não exercem cargos públicos nem estão sendo acusados de qualquer crime".
A assessoria do Instituto ainda cita que os grampos telefônicos e a divulgação dos áudios, só demonstram o desespero dos que são contrários ao governo do PT e almejam assumir o cargo da presidente Dilma Rousseff.
Qual sua opinião sobre o caso? Deixe nos comentários!