31 de mar de 2016

  • Wagner Moura e outros 'artistas' se matam ao atacarem Juiz Moro em defesa de Dilma/Lula


    Wagner Moura, Capitão Nascimento, Pablo Escobar e outros personagens que encarnou de maneira brilhante, agora se mata com um simples artigo, no Folha de São Paulo, defendendo o indefensável.
    Moura é apenas um entre tantos exemplos de suicídio artístico, intelecutal, político e moral que estão acontecendo no Brasil.
    Eles defendem os corruptos, por que, devem ter muitas $$$ razões $$$ para isso, não é? Veja uma.
    “É possível que a esquerda pague por isso nas urnas das próximas eleições. Caso aconteça, irei lamentar, mas será democrático. O que está em andamento no Brasil hoje, no entanto, é uma tentativa revanchista de antecipar 2018 e derrubar na marra, via Judiciário politizado, um governo eleito por 54 milhões de votos. Um golpe clássico. O país vive um Estado policialesco movido por ódio político. Sergio Moro é um juiz que age como promotor. As investigações evidenciam atropelos aos direitos consagrados da privacidade e da presunção de inocência. São prisões midiáticas, condenações prévias, linchamentos públicos, interceptações telefônicas questionáveis e vazamentos de informações seletivas para uma imprensa controlada por cinco famílias que nunca toleraram a ascensão de Lula.”  (Tá no Folha de SP)
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.