12 de mar de 2016

  • Sérgio Moro dá cinco dias para Lula explicar bens encontrados em sala-cofre

    Acervo é composto por joias e obras de arte recebidas pelo ex-presidente durante viagens internacionais. 

    Divulgação/PF

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá de fornecer explicações aos investigadores da Lava Jato sobre os presentes encontrados em uma sala-cofre do Banco do Brasil sob a guarda de sua mulher, Marisa Letícia Lula da Silva, e de seu filho Fábio Luis Lula da Silva, o “Lulinha”.   

    As peças foram encontrados por agentes da Operação Alethea, a 24ª fase da investigação que apura desvios na Petrobras.

    Segundo informações antecipadas pela revista “Época”, o acervo está acondicionado em 23 caixas lacradas desde janeiro de 2011, quando o petista deixou a presidência.

    Entre as 133 peças estão joias e obras de arte recebidas pelo ex-presidente durante viagens internacionais.

    O juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância, deu cinco dias para que o ex-presidente forneça explicações ao Ministério Público sobre o caso. O teor completo da solicitação encaminhada por Moro não foi divulgado.

    Em nota, o Instituto Lula afirma que não “há mistério nem novidade nisso, apenas uma devassa promovida por alguns procuradores mal informados sobre a legislação brasileira que trata da guarda e preservação dos acervos presidenciais, somado a sensacionalismo promovido por parte da imprensa”. A assessoria menciona a lei 8.394/91 que determina que “este acervo seja preservado pelos ex-presidentes, mas não indica os meios e recursos para que isto seja feito”.

     
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.