23 de mar de 2016

  • Ouça: Lula no grampo debocha e diz que favelado não pode lhe dar dinheiro. Quem pode dar são os empresários

    Lula no grampo disse: 'o favelado não pode me dar dinheiro. Quem pode me dar, são os empresários'

    Num trecho da conversa entre Lula e o Sigmaringa, após os 2:17, Lula ironiza a condição dos favelados, dos pobres que ele e o PT dizem defender.

    Lula e Sigmaringa falam das coisas que estão sob tutela da PF, no sítio de Atibaia, que por sinal Lula antes dissera não ser dele.

    Lá pelas tantas, Lula pede pro advogado que ele fale com Janot, a quem Lula diz ter ajudado para se reeleger na PGR, que ache um jeito de guardar as coisas que estão no sítio em outro lugar.



    O advogado diz que não tem como, que é difícil, que Janot não vai fazer isso etc.
    E então Lula diz:

    "Eu também não tenho como. O favelado não pode me dar dinheiro pra guardar aquilo. O sindicato não pode dar, Quem pode me dar são os empresário. A Dilma devia fazer uma medida provisória, pra me dar o dinheiro'.

    Ouça após os 2:17 



  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.