8 de mar de 2016

  • Operação Lava Jato: Marcelo Odebrecht é condenado a 19 anos e 4 meses de prisão



    http://goo.gl/KDQ0Qf | O ex-presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, foi condenado nesta terça-feira, 8, a 19 anos e quatro meses de reclusão em regime fechado pelos crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa, envolvendo o esquema de corrupção descoberto na Lava Jato. A sentença foi proferida pelo juiz Federal Sérgio Moro, da 13ª vara Federal Criminal de Curitiba/PR. Esta é a primeira condenação do empreiteiro.

    Réus

    Na mesma ação foram condenados, com a mesma pena e pelos mesmos crimes de Marcelo, os executivos Márcio Faria da Silva e Rogério Santos de Araújo, ex-diretores da Odebrecht.

    Além deles, são réus da ação os executivos Cesar Ramos Rocha e Alexandrino de Salles Ramos de Alencar, também ligados à empreiteira; os ex-diretores da Petrobras, Renato Duque, Pedro José Barusco Filho e Paulo Roberto Costa, além do doleiro Alberto Youssef.

    O ex-diretor Alexandrino Alencar foi condenado, por corrupção e lavagem de dinheiro, a 15 anos, sete meses e dez dias de prisão. Cesar Ramos Rocha foi sentenciado a 9 anos, dez meses e vinte dias por corrupção e associação criminosa.

    Renato Duque e Paulo Roberto Costa e o ex-gerente executivo da estatal, Pedro Barusco, foram sentenciados a 20 anos, três meses e dez dias de prisão. Youssef foi condenado por corrupção e lavagem a 20 e quatro meses de prisão.

    Como fizeram delação premiada, as penas de Alberto Youssef, Paulo Roberto Costa e Pedro Barusco foram suspensas.

    Preventiva

    Marcelo Odebrecht, Márcio Faria e Rogério Araújo estão presos desde junho de 2015, quando foi deflagrada a operação Erga Omnes, 14ª fase da Lava Jato. O período será computado para fins de detração da pena.
    Considerando a gravidade em concreto dos crimes em questão e que os condenados estavam envolvido na prática habitual, sistemática e profissional de crimes contra a Petrobras e de lavagem de dinheiro, fica mantida a prisão cautelar vigente contra Marcelo Bahia Odebrecht, Marcelo Bahia Odebrecht, Márcio Faria da Silva e Rogério Santos de Araújo (decisão de 24/07/2015).
    Processo: 5036528-23.2015.4.04.7000
    Confira a sentença.

    Fonte: Migalhas
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.