24 de mar de 2016

  • Manifestantes se reúnem em frente ao STF para apoiar o juiz Sérgio Moro


    MBL/Divulgação


    Cerca de 200 manifestantes, segundo informações da Polícia Militar, reuniram-se na frente do Supremo Tribunal Federal, nesta quarta-feira (23/3), para apoiar o juiz Sérgio Moro e contra as últimas medidas do ministro Teori Zavascki. O acesso ao STF pela Esplanada ficou fechado, mas, por volta das 20h30, foi liberado pela PM. 

    Os manifestantes estavam com faixas de apoio a Sérgio Moro, bandeiras do Brasil e camisas amarelas fazendo barulho com buzinas, cornetas e tambores. Um caixão foi colocado no meio da pista, a sigla "STF" e o nome do ministro Teori foram escritos nele. Manifestantes ficaram em volta do caixão gritando: "Não vai ter golpe, vai ter Justiça".



    Além do barulhos, as pessoas começaram a atirar tomates na deusa da Justiça, a estátua que está em frente ao STF. 
    O estudante Melqui Santana, 19 anos, foi um dos organizadores do ato. O grupo montou um acampamento atrás do Congresso Nacional e dizem que não pretendem sair de lá " Vieram aqui e retiraram nossas barracas, estamos dormindo ao relento e vamos permanecer aqui, porque não achamos justo  que as investigações que miram o ex-presidente Lula saiam das mãos do Moro" afirmou.

    Pelas redes sociais, os manifestantes utilizam as hashtag #teorivergonhanacional e #teoricapachodolula. Ontem, foi colocada uma faixa em frente a casa de Teori, em Porto Alegre, que dizia "Teori Traidor.


  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.