21 de mar de 2016

  • Juízes rondonienses fazem manifesto em apoio a Sérgio Moro


    Manifestação aconteceu em frente ao Tribunal de Justiça de Rondônia.



    Cerca de 200 juízes estaduais, federais e alguns servidores do Ministério Público, Justiça Federal e Tribunal de Justiça fizeram um ato público na manhã desta quinta-feira (17), em apoio ao juiz federal Sérgio Moro, contra o PT e favor do impeachment da presidente Dilma Roussef. A manifestação aconteceu em frente ao Tribunal de Justiça de Rondônia e durou pouco mais de meia hora.

    Os manifestantes, com várias bandeiras do Brasil em mãos, entoaram o hino nacional e ainda o hino de Rondônia. Em seguida, alguns juízes tomaram a palavra explicando o motivo do ato. Segundo o juiz estadual e presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Ameron), Francisco Borges Ferreira Neto, o ato é em espontâneo dos servidores associados em que começou logo após a divulgação de áudios envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e também a presidente Dilma Roussef. “Esse movimento começou ontem a partir dos fatos divulgados pela imprensa. Os colegas começaram a se manifestar. Então nós, a Ameron, organizamos para que os colegas pudessem vir aqui na frente do Tribunal de Justiça e fazer esse ato de cidadania, onde nós mostramos o apoio ao juiz Sérgio Moro e também nos manifestamos por um poder judiciário independente e forte que é um dos sustentáculos da democracia”, afirma o presidente.

    O ato que durou pouco mais de meia hora, quer, segundo Francisco Borges, “demonstrar que queremos um Brasil melhor para nossos filhos e que não haja influência, por quem quer que seja, externa de querer comprometer as decisões do magistrados”. O magistrado confirma que a decisão do juiz Sérgio Moro, ao que tudo indica, foi fundamentada. “Isso obviamente, aqueles que não se conformam poderão interpor recursos que serão apreciados pelas cortes superiores. O que a gente não quer é que um juiz, no exercício da sua atividade, seja crucificado como ele foi no exercício da magistratura e da manifestação profissional para o país”, afirma o presidente da Ameron.

    A associação ainda deve fazer novos atos em Rondônia. O próximo será a colocação de outdoors em vários pontos de todo o estado, manifestando a solidariedade ao juiz Sérgio Moro e a independência do poder judiciário.


  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.