25 de mar de 2016

  • Governo manda BNDES recorrer ao STF para manter sigilo de 'empréstimos' bilionários




    O próximo escândalo anunciado, depois do Petrolão' é, sem dúvida, dos inumeráveis empréstimos/doações bilionárias a ditadores e aliados corruptopatas desde o governo Lula até agora. Mas, eis que o govenro Dilma mandou a tropa de cupinchas do BNDES recorrer ao bolivariano STF para que as maracutaias sem mantenham em absoluta sigilo até daqui 50 anos>>>
    Tá na Mídia Nacional -  O BNDES entrou com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) que determinou o envio de informações, pelo banco, sobre operações realizadas com o grupo JBS. A alegação do banco é que as informações estão protegidas por sigilo bancário. O pedido do BNDES é para que, em medida cautelar, o Supremo suspenda a decisão do TCU, para que o tribunal se abstenha de fazer novas cobranças ou impor sanções pela não entrega dos documentos. Ao final da análise do caso, o BNDES quer que seja declarado nulo o ato que determinou a entrega das informações.
    Os argumentos do banco para não divulgar dados sobre o empréstimo à JBS são os mesmos utilizados para não atender questionamento do senador Alvaro Dias, que há algum tempo vem tentando obter informações do BNDES a respeito dos empréstimos secretos feitos pelo banco a países como Cuba e Angola. As solicitações feitas por Alvaro Dias sempre esbarraram na alegação da instituição de que haveria o sigilo bancário e a necessidade de manter informações reservadas para quem recorresse à Lei de Acesso à Informação. Alvaro Dias recorreu à Lei de Acesso à Informação para obter explicações do governo que justificassem o sigilo nos empréstimos do BNDES a países estrangeiros. O senador já entrou com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal para que o BNDES explique o porquê da necessidade desses empréstimos possuírem a tarja de secretos. O senador Alvaro Dias também apresentou projeto para mudar a legislação a fim de extinguir o sigilo bancário nas operações de crédito e empréstimos feitos por instituições oficiais brasileiras, como o BNDES, para outros países. O objetivo do projeto, como explicou o senador, seria o de evitar a repetição de casos como a assinatura de financiamento, com cláusulas secretas, do BNDES ao governo de Cuba, para modernização do porto de Mariel.
    E não apenas o senador Alvaro Dias tenta quebrar a caixa-preta do BNDES. A Justiça Federal de Brasília condenou o BNDES, no mês de agosto, a tornar públicas todas as operações de empréstimos e financiamentos feitas pela instituição que envolvam recursos públicos nos últimos 10 anos. A decisão da Justiça Federal atende a uma ação movida pelo Ministério Público Federal que, desde o final de 2012, questionava a argumentação de que, por estarem resguardadas pelo sigilo bancário, as operações do banco de fomento não poderiam ser divulgadas. A decisão tem validade em todo território nacional. Até agora não se sabe se o banco cumpriu as exigências da Justiça, já que a instituição desrespeita todos os pedidos de informações, do Congresso Nacional, do TCU, e até mesmo do Ministério Público Federal e da Controladoria-Geral da União (CGU). (Via Epoch Times)
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.