24 de mar de 2016

  • Globo, SBT e Band se omitem e só a Record exibe lista da Odebrecht em telejornais


    LISTAO 253051536_7806475230267035569_n
    Parece que o joguinho da manipulação, a escolha de lado, e o jornalismo porcaria, tem ganhado força em meio a tantos nomes envolvidos nessa Planilha, o famoso “Listão da Odebrecht”, que não tem poupado ninguém; e para desespero da “direita”, Lula e Dilma, não foram nem citados nessa delação do Marcelo, a Policia Federal.
    A outra “desgracença”, são essas emissoras de TV que ao invés de informar, ficam fazendo xadrez político para expor quem não os agradam. Ontem (23/03), o presidente enjaulado da maior empreiteira de propinas, soltou mais de 300 nomes de políticos – grande parte os que defendem o impeachment – que receberam dinheiro licito e ilícito, numa lista que mais parecia desenho animado, cheia de codinomes e apelidos fofos. Mas como sempre, encabeçando a parcialidade, tinham que ser elas – Globo e Band – as duas emissoras que no quesito manipulação, estão de parabéns, e pra fechar o trio, tem o SBT que adora ficar em cima do muro, não tem flashes – no dia 13 e 18, se omitiu durante as manifestações contra e pro governo – e raramente tem jornais ao vivo, e é considerado o jornalismo morto. Os maiores nomes do PSDB como os senadores Aecio Neves, Anastasia e José Serra, estavam liderando a lista das propinas, sem se quer menção de peso nessas emissoras que gostam de expor e escancarar só o governistas, com gráficos tendenciosos, documentos editados e áudios com fundo que nada tem a ver com a matéria exibida.
    E sozinha e isolada, a TV Record, que muitas vezes ataca Haddad e Paes para eleição de Russumano e Crivella, fez o que as outras não fizeram, que é dar a noticia do jeito que ela deve ser, exposta como todos os citados, com banner, nomes, partidos e valores. A TV dos bispos, junto com a Gazeta SP, RedeTV! são as mais imparciais, e raro modificar algo, mas ainda precisam amadurecer muito para para se elevarem.

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.