20 de mar de 2016

  • Danielle e Cláudia nas mãos do Juiz Moro




    As duas sempre foram extremamente perdulárias. Dinheiro nunca foi problema. Pagavam R$ 10 mil num jantar, sem esboçar surpresa.
    Aliás, saltam aos olhos as despesas de Cláudia Cruz, a ex-jornalista da Rede Globo que abandonou a promissora carreira para se casar com Eduardo Cunha.
    Por exemplo, em 9 de janeiro de 2014, Cláudia gastou US$ 7,7 mil na loja da Chanel em Paris. Dois dias depois, gastou US$ 2,9 mil na Balenciaga e US$ 4,1 mil na camisaria Carvet Place Vendôme. Em março daquele ano, Cláudia gastou US$ 4,5 mil na Prada, em Roma, US$ 3,5 mil na Louis Vuitton, em Lisboa. No mês seguinte, dispendeu mais US$ 3,8 mil na Chanel de Dubai, nos Emirados Árabes. Em fevereiro de 2015, gastou US$ 1,4 mil na Louis Vutton, US$ 4 mil na Chanel, US$ 6,5 mil na camisaria Charvet Place Vendôme, US$ 1,6 na Hermès e US$ 1 mil na Balenciaga.
    As despesas da filha Danielle também são altas. São ressaltadas despesas em Barcelona, Nova Iorque e Orlando. Aparecem na lista, por exemplo, despesas de US$ 1,5 mil na Yves Saint Laurent, US$ 5,2 mil na Chanel, US$ 2,6 mil na Hermès e US$ 4,6 mil na Fendi.
    Uma vida repleta de viagens e compras. Um absurdo, considerando que a grana dispendida pelas duas madames pertencia ao povo brasileiro.
    E nas maracutaias patrocinadas pelo deputado Eduardo Cunha, estava incluída a estratégia de que a esposa e a filha fossem julgadas no mesmo processo que ele, no STF, onde, com certeza, iria utilizar todos os recursos protelatórios possíveis e impossíveis.
    Se deu mal....
    Dani e Clau vão ter suas ‘proezas’ analisadas pelo Juiz Sérgio Moro.
    Brevemente terão que visitar o Paraná...
    Na 13ª. Vara Federal Criminal de Curitiba o ritmo é intenso. Sem chances para artimanhas.
    Vamos aguardar.
    da Redação
                                                             https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.