6 de fev de 2016

  • Investigação sobre superfaturamento na compra de Caças Suecos ferra Lula ainda mais


    Além de rolos com Triplex, Sítio, Tráfico de Influência, Lavagem de Dinheiro e Venda de Medidas Provisórias, Lula agora vai se lascar com mais essa, a compra ilegal de Caças Suecos durante seu governo.
    ***A Procuradoria da República do Distrito Federal reabriu a investigação sobre a compra dos caças suecos Gripen, oficializada pela FAB (Força Aérea Brasileira) em 2014.
    Há 'suspeitas' de superfaturamento e corrupção de agentes públicos.
    ***A aquisição das aeronaves, cujas negociações começaram durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, custou R$ 4,7 bilhões (em valores de janeiro de 2015).
    Procurador responsável pelo inquérito, Anselmo Henrique Cordeiro Lopes, pedirá à FAB e à empresa SAAB que enviem informações atualizadas a respeito do caso. Durante a investigação inicial, que acabou sendo arquivada, foram ouvidas autoridades e recolhidos documentos.
    LOBBY DOS INFERNOS
    Durante as negociações para a compra dos caças, Marcondes usou como argumento a promessa de que os suecos investiriam, em contrapartida, US$ 200 milhões em São Bernardo do Campo (SP), berço político e município de residência de Lula, conforme mostrou a Folha de S.Paulo.
    A promessa consta da minuta de uma carta, datada de agosto de 2012, apreendida pela PF em poder de Marcondes e tendo Lula como suposto destinatário -o ex-presidente negou, em depoimento à PF, ter recebido a comunicação ou tratado do assunto com o lobista. Marcondes é um dos principais personagens do suposto esquema de compra de MPs, apurado pela Zelotes.
    A empresa dele, Marcondes e Mautoni, pagou R$ 2,4 milhões à LFT Marketing, que pertence a Luís Claudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula. ***(Com informações de O Tempo)
    Fonte: http://folhacentrosul.com.br/post-politica/10007/investigacao-sobre-superfaturamento-na-compra-de-cacas-suecos-ferra-lula-ainda-mais

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.