23 de jan de 2016

  • Promotores enquadram Lula e confirmam que empreiteira fez papel de “laranja” do petista

    Lulacaiu


    A denúncia foi feita com exclusividade pelo jornalista Robson Bonin, da revista Veja


    Empreiteira desempenhou o papel de “laranja” de Lula, passando-se por dona do tríplex
    Lula será denunciado pelo Ministério Público por ocultação de propriedade, pelo tríplex que queria manter clandestino. A ocultação de propriedade é uma das modalidades clássicas do crime de lavagem de dinheiro.
    A imputação contra o ex-presidente decorre da investigação de fraudes em negócios realizados pela Bancoop, cooperativa e bancários que deu calote em seus associados enquanto desviava recursos para os cofres do PT.
    A Bancoop quebrou em 2006 e deixou quase 3 000 famílias sem seus imóveis, enquanto viam, indefesos, petistas estrelados receber seus apartamentos.
    A revista Veja também revelo que depois de um pedido feito por Lula ao presidente da OAS, Léo Pinheiro, seu amigo íntimo do ex-presidente e condenado a dezesseis anos de prisão no petrolão, a empreiteira assumiu a construção de vários prédios da cooperativa.
    A OAS assumiu também a reforma do tríplex de 297 metros quadrados no Edifício Solaris, de frente para o mar do Guarujá, pertencente ao ex-presidente Lula e a sua esposa, Marisa Letícia.
    A caso foi criteriosamente apurado pelos promotores do Ministério Público de São Paulo, que trabalham a a poucos metros da sede do Instituto Lula.
    reportagem cita ainda que, durante seis meses, os promotores se dedicaram a esquadrinhar a relação entre a OAS e o patrimônio imobiliário dos chefes petistas.
    A conclusão foi de que o tríplex no Guarujá é a evidência material mais visível da rentável parceria de Lula com os empresários corruptores que hoje respondem por seus crimes diante do juiz Sergio Moro, responsável pelas apurações da Operação Lava-Jato.
    Os promotores ouviram testemunhas e obtiveram recibos e contratos que colocam o ex-presidente na posição de ter de explicar na Justiça as razões pelas quais tentou de todas as maneiras negar ser o dono do tríplex.

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.