1 de nov de 2015

  • STJ nega pedido de liberdade de Marcelo Odebrecht e mais três executivos


     "LULA DISSE: ... A JUSTIÇA NÃO VALE NADA, O QUE VALE É A "RELAÇÃO" ENTRE AS PESSOAS (CORRUPTAS)... ASSIM UM CORRUPTO REPUGNANTE QUE SE JULGAVA UM DEUS INTOCÁVEL ENGANOU EMPRESÁRIOS BILIONÁRIOS QUE ESTÃO INDO TODOS PRA TRÁS DAS GRADES, COMO O MARCELO ODEBRECHT E MUITOS OUTROS... toma KKKKK "

    Os quatro continuarão presos no Paraná denunciados por 

    lavagem de dinheiro, organização criminosa e corrupção ativa


    O executivo Marcelo Odebrecht, preso na Operação Lava Jato, durante depoimento à CPI da Petrobras em Curitiba, nesta terça-feira (01)
    O executivo Marcelo Odebrecht, preso na Operação Lava Jato, teve pedido de habeas corpus negado(Vagner Rosário/VEJA.com)
    O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ribeiro Dantas negou, neste sábado, o pedido de habeas corpus a Marcelo Odebrecht e mais três executivos da empreiteira, todos investigados na Operação Lava Jato. Denunciados por lavagem de dinheiro, organização criminosa e corrupção ativa no megaesquema de corrupção envolvendo contratos com a Petrobras, Marcelo, Cesar Ramos Rocha, Márcio Faria da Silva e Rogério Santos de Araújo seguem presos no Paraná.
    Os advogados dos executivos da Odebrecht recorreram de uma decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, que já havia negado o habeas corpus aos quatro executivos. No documento, os advogados afirmaram que eles estão sendo submetidos a "flagrante constrangimento ilegal".
    O juiz federal Sérgio Moro ouviu Marcelo Odebrecht na última sexta-feira. O presidente da empreiteira é alvo central da 14ª fase da investigação, batizada de Operação Erga Omnes (em latim, "vale para todos"). Odebrecht continua a negar qualquer envolvimento em irregularidades. Ele afirmou à Justiça Federal que a Operação Lava Jato "distorceu fatos" com objetivo "ilegal" e "cruel" de impor a ele a prisão preventiva.
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.