27 de nov de 2015

  • Sobre trapalhada da Mega


    "Vamos cobrar a CEF, a Polícia Federal, a Justiça e o MP", diz Alvaro sobre trapalhada da Mega

    Na próxima semana o Senador Alvaro Dias (PSDB) irá formalizar um pedido de informações à Caixa Econômica Federal sobre suposta irregularidade no anúncio do vencedor do concurso 1764 da Mega-Sena, que ocorreu na última quarta-feira (25/11), em Cândido Mota (SP).  Na noite da última quarta-feira (25), após o anúncio do sorteio, milhares de internautas questionaram a veracidade do resultado e o desencontro de informações, já que a página da Caixa Econômica Federal informou, inicialmente, que o prêmio havia acumulado, e somente algumas horas depois o portal apontava que um único apostador havia sido o vencedor do concurso.
    “Houve equívoco na comunicação, houve demora da Caixa Econômica para publicar o resultado correto, e o que estava no site era o resultado do sorteio anterior, onde não tivemos ganhadores. Houve atraso, e há essa confissão de equívoco na comunicação, de falha, então, a Caixa foi displicente, agiu com descaso, ineficácia. Portanto cabe esclarecimentos da instituição. A população tem o direito de saber. A Caixa tem que agir com maior transparência, com maior responsabilidade, com maior eficiência e com maior respeito à população, já que a loteria é um sonho para muitos apostadores brasileiros, inclusive gente humilde, gente pobre, que sonha em ganhar o prêmio da loteria”, declarou Alvaro Dias.
    O senador Alvaro Dias denuncia, desde 2004, a ocorrência de crimes por trás dos sorteios. “Vamos continuar insistindo nesse assunto, em cobrar não só da Caixa Econômica, mas da Justiça, da Polícia Federal, do Ministério Público, o resultado de investigações sobre fraudes nas loterias”, afirmou o senador.
    Primeiro resultado anunciado depois do sorteio
    Primeiro resultado anunciado depois do sorteio
    Após ficar fora do ar o site, confirma um vencedor Foto: Reprodução
    Após ficar fora do ar o site, confirma um vencedor Foto: Reprodução
    As denúncias recorrentes feitas por Alvaro Dias, de manipulação de resultados, fraudes e lavagem de dinheiro envolvendo as Loterias da Caixa levaram inclusive à abertura de uma investigação que compõe o inquérito policial nº 1-352, que tramita na Segunda Vara Especializada da Justiça Federal. O senador também apresentou um projeto de lei, o PLS 62/2007, que busca inibir fraudes e lavagem de dinheiro com os prêmios de loterias, e que pode vir a ser votado no Senado nos próximos dias.
    “Há alguns anos denunciamos ganhadores demasiadamente sortudos, um deles que ganhou mais de 500 vezes, outro mais de 200 vezes, um outro mais de 100 vezes, e isso representando a existência de uma organização criminosa que lava dinheiro sujo utilizando-se do sorteio das loterias administradas pela Caixa Econômica Federal. Recentemente aconteceram prisões, como a prisão do ex-jogador Edilson, o capetinha, e agora houve suspeita em relação a esse mega prêmio de um único ganhador, portanto cabe esclarecimentos, a população tem o direito de saber se há total lisura no processo de sorteio das loterias. É preciso haver maior respeito da Caixa Econômica com os apostadores das várias loterias existentes no País”, disse Alvaro Dias.
    Foto George Gianni / PSDB.
    Fonte: http://www.paranaportal.com.br/blog/2015/11/27/329529/

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.