21 de nov de 2015

  • 'Prisão é a maior vacina contra a corrupção', diz Juiz que julgará caso Petrobras nos EUA


    Se você ainda não curtiu, curta o FCS Brasil no Facebook: 
    É uma pena que a maior parte do sistema judiciário brasileiro não tenha a 
    mesma firmeza dos Norte-Americanos>>>
    A ação contra a empresa abarca todos os acionistas que compraram papéis emitidos 
    pela companhia nos Estados Unidos entre 2010 e 2014. Segundo a acusação, a Petrobras 
    divulgou informações falsas sobre suas operações e omitiu denúncias de corrupção, que 
    vieram à tona com a operação Lava Jato.
    Também são réus no processo 13 executivos da estatal, entre os quais seus ex-presidentes 
    Graça Foster e José Sérgio Gabrielli, 15 bancos que coordenaram as emissões de 
    papéis da empresa, duas subsidiárias e a consultoria PwC.
    Com a visibilidade que ganhou por sua atuação nos casos sobre a crise financeira, o juiz passou a receber convites frequentes para palestras e se tornou colaborador regular da revista The New York Review of Books. No título de um artigo sobre a crise publicado no ano passado, ele questionou: "Por que nenhum alto executivo foi processado?"
    Rakoff citou, entre os motivos, a redução de recursos e de agentes especializados em crimes financeiro depois do 11 de Setembro, quando o país se voltou ao combate do terrorismo.
    Após a crise, Rakoff diz que o setor financeiro ganhou mais atenção e verbas. Mesmo assim, lamenta a postura que o governo e órgãos reguladores adotaram diante das denúncias de fraudes naquela época.
    CADEIA
    "Eu temo que a mensagem passada a um banqueiro, a um executivo que cogite driblar a lei tenha sido: 'você não precisa se preocupar com cadeia. Se o pior acontecer e te pegarem, vão só multar sua companhia'."
    Segundo Rakoff, multas "entram no custo de fazer negócios" das empresas, prejudicam funcionários e pequenos acionistas inocentes e, quando aplicadas a executivos, são normalmente pagas por seguradoras.
    Por isso, o juiz diz que prender é o maior antídoto contra a corrupção em grandes companhias e no setor público.
    "Quando era advogado, meus clientes ficavam felizes em pagar quanto dinheiro fosse pra evitar um único dia na cadeia. E também todos eles temem, ainda que isso seja improvável nas prisões para onde vão, estupros homossexuais." (Com informações de BBC)
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.