10 de nov de 2015

  • A maior greve de caminhoneiros do Brasil - Convocação da PRF pode ser desastrosa (revolta do povo contra o governo corrupto - vídeo)


    Um dos organizadores da greve dos caminhoneiros é preso sem motivos, e causa revolta






    Vejam, clique (vídeos do Facbbok)






    Convocação da PRF para punir caminhoneiros e desbloquear rodovias pode ser desastrosa



    A insensibilidade do governo federal é gritante e inaceitável. O governo determinou nesta segunda-feira que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) aplique multa de 1.915 reais aos caminhoneiros que bloquearem estradas e que libere as pistas eventualmente bloqueadas. Protestos da categoria contra Dilma Rousseff afetaram rodovias e avenidas de catorze Estados nesta segunda e deve aumentar nos próximos dias.

    Vejam também: Pacheco chama Dilma de “chefe de quadrilha” e o ex-presidente Lula de “ladrão”. Ele diz, ainda, que não tem medo dos “guerrilheiros” petistas.
    Ora, diante da força da mobilização, o momento é de diálogo e se a Polícia Rodoviária Federal partir para tentar desbloquear as estradas utilizando a força, infelizmente às consequências podem ser desastrosas.
    O governo nunca utilizou a força quando os movimentos oriundos de suas fileiras utilizaram o mesmo expediente. Pelo contrário, em alguns casos, foi até solidário, dando segurança às manifestações que considerava legítimas, mas que, igualmente, bloqueavam rodovias. Assim, diante dos precedentes envolvendo principalmente o MST, 
    Bloqueio de rodovia pelo MST os caminhoneiros devem ser ouvidos e todos os canais de conversação devem ser utilizados, antes de qualquer medida extrema.
    "Nós determinamos que sejam multados todos aqueles que fecharem estradas", disse o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, nesta segunda. 
    "No caso de interdição de estradas, nós determinamos a PRF que atue através do efetivo necessário para desobstruí-las e garantir que aqueles caminhoneiros que queiram trabalhar tenham sua liberdade de ir e vir inteiramente assegurada", disse Cardozo.
    O ministro classificou o movimento como "político" e afirmou que não há como negociar com os líderes, que pedem a saída de Dilma. "Não há uma pauta de reivindicações. Não temos a possibilidade de negociar em cima de questões que não são apresentadas. É uma pauta política. Lamentamos que seja assim", afirmou ele.
    Apesar de Cardozo ter considerado o movimento grevista "pulverizado", por não ter adesão dos principais sindicatos da categoria, a paralisação causa preocupação no Palácio do Planalto por ressuscitar a onda de protestos num momento em que a presidente Dilma sofre ameaça de impeachment.

                                         https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline







  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.