30 de out de 2015

  • Comandante do Exército demite general que pediu 'despertar de luta patriótica'


    General Antonio Hamilton Martins Mourão, do Comando Militar do Sul























    General Antonio Hamilton Martins Mourão, do Comando
    Militar do Sul.
    O Comandante do Exército, general Eduardo
    Villas Boas, decidiu demitir 
    o general Antonio Hamilton Martins Mourão do comando
    Militar do Sul e transferi-lo 
    para a Secretaria de Economia e Finanças do Exército, em
    Brasília. O general Mourão, 
    assim, perde o poder de falar para tropa. A decisão foi tomada
    depois de reunião do 
    alto comando do Exército em Brasília, nesta semana.
    A mudança foi em virtude das declarações dadas por ele em fala a oficiais da reserva, 
    quando fez duras críticas à classe política e convocou os presentes para "o despertar de 
    uma luta patriótica". Pedro Ribas/ANPr - Agência de Notícias do Paraná.
    A fala do general foi questionada nesta quinta-feira, 29, pelo senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), 
    presidente da Comissão de Relações Exteriores, que questionou o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, 
    sobre a fala do general, que teria dito que "ainda tínhamos muitos inimigos internos, mas que eles 
    se enganavam achando que os militares estavam desprevenidos" e que teria feito uma provocação, 
    incitando os militares ao dizer: "eles que venham!".
    No início desta semana, outro problema. O Comando Militar do Sul fez uma homenagem 
    póstuma ao coronel Brilhante Ustra, questionado pela Comissão da Verdade como torturador 
    durante o regime militar. O Comando do Sul chegou a expedir convite para a cerimônia.
    Esta postura do general Mourão acrescenta um ingrediente à crise política que o governo 
    Dilma já vive. O Planalto havia deixado este assunto à cargo da Defesa porque não quer 
    trazer mais esta questão para dentro do palácio.
    Para o lugar do general Mourão irá o general Edson Leal Pujol, que estava na Secretaria de 
    Economia e Finanças do Exército. 


    Postado Por: Éder Pr-www.militaresbrasil.com
    - See more at: http://www.militaresbrasil.com/2015/10/29102015-comandante-do-exercito-demite.html#sthash.GU8pFMUE.dpuf


  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.