2 de out de 2015

  • Brasil em apuros: Ministério da Defesa e Forças Armadas nas mãos de um comunista


    'Reforma de mentira deixará Ministério da Defesa e Forças Armadas nas mãos de um comunista

    Se você ainda não curtiu, curta o FCS Brasil no Facebook: 
    Ao efetivar a nomeação de Aldo Rebelo (PCdoB) sob ordens de Lula, os militares que estão, a maioria, nas mãos de Dilma e Lula, bem como afinados com o Foro de São Paulo, ficam também nas mãos de um baita comunista, o sujeito conhecido como Leninista, Fã da Revolução Russa de 1917, Aldo Rebelo (PCdoB).
    ***A reforma do governo indica a retomada da influência do ex-presidente Lula sobre as decisões do Palácio do Planalto.
    ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: DILMA E SUA REFORMA DE FAZ DE CONTAS
    Ele conseguiu tirar Aloizio Mercadante da Casa Civil e emplacar Jaques Wagner, sua opção inicial para o cargo neste segundo mandato de Dilma. Ex-governador da Bahia, Wagner troca o Ministério da Defesa por uma Casa Civil mais encorpada. Além disso, o atual ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, outro homem da confiança de Lula, assumirá a articulação política de Dilma com o Congresso na nova Secretaria de Governo. Lula também terá no Planalto o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva. 
    Também por indicação de Lula, o PMDB teve seu espaço ampliado no governo. O partido detinha seis pastas e agora passará a ter sete. Foco de maior turbulência, e onde ainda há 22 dos 66 deputados contra a adesão ao governo, a bancada do PMDB ganhou o poderoso Ministério da Saúde. O deputado Marcelo Castro (PMDB-PI) deve ocupar o lugar do petista Arthur Chioro, demitido na terça-feira por telefone.
    Além da Saúde, a bancada da Câmara ficará com mais uma pasta, provavelmente o Ministério de Ciência e Tecnologia - Celso Pansera (PMDB-RJ) é o favorito para o posto. Ontem, já foi confirmado que o atual ministro Aldo Rebelo (PC do B) passará a ocupar a Defesa no lugar de Jaques Wagner. ***Com informações de Estadão)

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.