22 de set de 2015

  • A desumanidade dos empresários da Indústria Farmacêutica



    Até onde vai a desumanidade de um empresário da indústria farmacêutica?

    Jovem empresário compra patente de remédio e sobe o preço do medicamento 

    – utilizado em pacientes com Aids, Malária e câncer – em mais de 5.000%. 

    Infectologistas protestam: "preço injustificável para a população 

    de pacientes vulneráveis". Valor da droga passou de US$ 13,50 para US$ 750

    indústria farmacêutica remédio Martin Shkreli


    Infectologistas estão organizando um protesto contra umaumento de preço brusco 
    de um remédio chamado Daraprim nos Estados Unidos.
    O Daraprim — nome comercial para a pirimetamina — é uma das principais drogas 
    utilizadas na prevenção de infecções oportunistas da Aids, como os 
    parasitasToxoplasma gondii, responsável pela toxoplasmose, e Cystoisospora belli
    causador da isosporíase. A substância também é empregada no tratamento de 
    malária causada por Plasmodium falciparum.
    Os direitos de exploração da droga nos Estados Unidos foram comprados em 
    agosto pela Turing Pharmaceuticals, start up dirigida por Martin Shkreli
    ex-operador de ações de alto risco de 32 anos. A patente de sua exploração 
    nos Estados Unidos, que tem mais de 60 anos, já pertenceu à GlaxoSmithKline 
    e a mais três companhias.
    De acordo com o New York Times, o preço do Daraprim subiu de US$ 13,50 para US$ 750 
    logo após a compra. Trata-se de um aumento de 5.455,5%.
    O aumento fez com que a Infectious Diseases Society of America e a HIV Medicine 
    Association enviassem uma carta a Turing dizendo que o aumento de preço 
    é “injustificável para a população de pacientes vulneráveis”.
    Martin Shkreli disse que a droga não irá causar impacto no sistema de saúde 
    porque seu uso não é tão comum, e que o dinheiro será utilizado para 
    desenvolver tratamentos melhores, com menos efeitos colaterais.
    “Eu certamente não acredito que esta seja uma daquelas doenças em que precisamos 
    urgentemente de terapias melhores”, disse Wendy Armstrong, professora de 
    infectologia da Emory University em Atlanta, ao New York Times.
    Judith Aberg, chefe de infectologia da Icahn School of Medicine at Mount Sinai, 
    disse ao jornal que o aumento de preço pode forçar hospitais a usarem “terapias 
    alternativas que podem não ter a mesma eficácia”.
    Este não é o único caso de aumento repentino de preços em remédios nos Estados Unidos. 
    A compra de patentes antigas por empresas, seguidas pelo aumento de preço é uma 
    tendência. No Brasil, o Daraprim é fabricado pela Farmoquímica S/A e pode ser comprado 
    por cerca de R$ 7.

    Histórico de Shkreli

    O histórico da carreira de Shkreli mostra que o empresário tem uma visão pouco 
    saudável de como lidar com uma companhia cujo fim é promover tratamento de saúde.
    Em 2011, ele fundou uma empresa que comprou direito de drogas antigas e, da 
    mesma maneira, aumentou os preços sem justificativa.
    Um dos conselheiros da Retrophin acusou o antigo chefe de usar a companhia como 
    um cofrinho pessoal para pagar investidores ávidos por lucros, sem pensar na missão do 
    negócio.

  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.