18 de jan de 2015

  • Estudante de Direito pede indenização de R$ 2,7 milhões por WHATSAPP migrar automaticamente fotos FACEBOOK


    Entenda o caso: 


    São Paulo - O aplicativo Whatsapp desde sua criação foi um enorme sucesso, porém, após a compra do app pelo Facebook, as reclamações começaram a surgir.
    Desta vez, uma estudante brasileira resolveu entrar com um processo na Justiça contra o app por danos morais.
    Por conta de um defeito, “bug”, como é conhecido entre os internautas, a estudante de Direito, de 26 anos, teve fotos íntimas, que tirou para enviar ao seu namorado, que estava em viagem fora do país, compartilhadas automaticamente em sua página do facebook.
    facebook-whatsapp
    Com isso a estudante alegou que se sentiu ofendida com a divulgação de fotos em que aparecia nua e outras em que se masturbava.
    “Foi um constrangimento ímpar, pois tirei as fotos e enviei apenas para o meu namorado, mas fui surpreendida quando começaram a me ligar perguntando que fotos eram aquelas no facebook”, disse a estudante.
    No processo, protocolado na segunda-feira (24/03) e distribuído à 2ª vara de Jundiaí(SP), a estudante pede por uma indenização de R$ 2,7 milhões por danos morais à sua imagem.
    Pode até parecer um valor absurdo, mas a minha imagem foi manchada perante toda a sociedade, eu tenho professores e clientes do escritório que eu trabalho no meu facebook e todos eles viram as imagens compartilhadas sem a minha permissão.
    O magistrado que está encarregado de julgar o caso, solicitou que o Facebook se manifestasse em até 10 dias sobre o fato.
    “É notória a imprudência praticada pela ré, porquanto se utiliza das informações pessoais da autora expondo sua honra, bom nome e a intimidade à milhares de usuários do programa, violando flagrantemente preceitos e garantias constitucionais", cita o estudante no processo.
    fotos
    Porém, o Facebook, em sua página de termos do serviço, afirma que o aplicativo não viola as políticas da rede social, e que a divulgação de imagens não se dá de forma automática, pois o mesmo utiliza apenas informações básicas que já são compartilhadas com qualquer aplicativo.
    Além disso, ao se inscrever no Facebook o usuário concorda em compartilhar seus dados com terceiros.

    Fonte: Enxame
  • 0 comentários:

    Postar um comentário

    Art. 5°, CF

    VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

    IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;

    Copyright @ 2014 Descobrindo as Verdades.